PPGRI – Mestrado e Doutorado – FAQ

Nesta seção oferecemos um conjunto de perguntas frequentas ao Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais, tanto sobre o funcionamento dos cursos de Mestrado e de Doutorado, quanto sobre o processo de seleção anual. Leia com atenção antes de se dirigir à Secretaria do Programa.

Perguntas Gerais sobre os Cursos de Mestrado e de Doutorado

Os cursos de Mestrado e de Doutorado em Relações Internacionais da UnB são gratuitos?

Resposta: Sim, ambos os cursos são gratuitos. Os estudantes que não possuem vínculo empregatício podem ainda receber uma bolsa de estudos que lhes auxiliará em suas despesas.

O Mestrado e o Doutorado em Relações Internacionais são cursos acadêmicos ou profissionalizantes?

Resposta: Ambos os cursos são acadêmicos. A Universidade de Brasília não mantém cursos de mestrado e de doutorado profissionalizantes na área de Relações Internacionais.

Os cursos de Mestrado e de Doutorado ajudam na preparação para concursos públicos?

Resposta: De maneira alguma. Ambos os cursos são essencialmente acadêmicos e focados no desenvolvimento de estudos e pesquisas avançados na área de Relações Internacionais.

Acreditamos inclusive que o envolvimento em um programa de pós-graduação pode ser até mesmo prejudicial para uma preparação efetiva e bem-sucedida para concursos públicos. Ademais, ambos os cursos são extremamente exigentes e absorventes e a dedicação exclusiva aos estudos é particularmente valorizada.

Eu posso cursar disciplinas como aluno especial no PPGRI?

Resposta: Sim. Para cursar disciplinas do Mestrado como aluno especial é necessário ter concluído a graduação. Para cursar disciplinas do Doutorado como aluno especial é necessário ter o título de mestre.

Podem ser cursadas as disciplinas optativas e obrigatórias seletivas das duas áreas de concentração. As disciplinas cursadas podem ser integralizadas como estudos realizados, até o limite de 50% do número de créditos de cada um dos cursos.

Os alunos especiais se sujeitam às mesmas regras estabelecidas pelos professores para a turma. Eles devem seguir a dinâmica do curso (roteiros de leituras, trabalhos intermediários e finais, participação em seminários etc), e podem ser reprovados (inclusive por excesso de faltas). Não há possibilidade de trancamento para alunos especiais.

O PPGRI publica edital e normas específicos a cada semestre para os candidatos a aluno especial, estabelecendo as disciplinas que podem receber candidaturas e prestando outras informações. Cada professor pode receber no máximo 5 alunos especiais em cada semestre em todas as suas disciplinas de pós-graduação.

Qual o regime acadêmico dos cursos de Mestrado e de Doutorado?

Resposta: O mestrado deve ser concluído em no mínimo 2 semestres letivos e no máximo em 4, e o doutorado deve ser concluído em no mínimo 4 semestres letivos e no máximo em 8. Nesse prazo se incluem os créditos em disciplinas e o desenvolvimento do trabalho final (a dissertação de mestrado e a tese de doutorado).

As extensões de prazo são excepcionais e os pedidos para tal obedecem a um rigoroso protocolo de análise.

 Eu receberei uma bolsa de estudos para seguir o Mestrado e o Doutorado?

Resposta: O PPGRI tem um número limitado de bolsas de estudos de Mestrado e de Doutorado, outorgadas pela CAPES e pelo CNPq. Essas bolsas atendem a parte dos alunos regularmente matriculados no Programa e que não possuam nenhum tipo de vínculo empregatício (ou que estejam formalmente afastados e licenciados sem remuneração para seguir o seu programa junto à Universidade de Brasília, o que deve ser comprovado com a publicação da licença).

A concessão de bolsas obedece a critérios exclusivamente meritocráticos, sendo que o principal é a classificação obtida pelo(a) aluno(a) no processo de seleção. Em outras palavras, a distribuição de bolsas de estudos independe da condição pessoal ou social do aluno(a) matriculado.

Há um regime de acompanhamento para as bolsas de estudos concedidas, que podem ser suspensas ou canceladas caso o(a) aluno(a) não apresente a performance acadêmica esperada. Esse regime pode ser visto aqui.

Há regras estabelecidas para a defesa de exames de qualificação de Mestrado e de Doutorado?

Resposta: Sim, o PPGRI estabeleceu normas específicas que regem a realização dos exames de qualificação do Mestrado e do Doutorado.

No caso do Mestrado, deve ser realizado até o final do segundo semestre letivo. No caso do Doutorado, até o final do quarto semestre letivo.

Não há possibilidade de prorrogação desses prazos, e o seu não cumprimento pode levar ao desligamento do(a) aluno(a). As regras para a realização de exames de qualificação podem ser vistas aqui.

Há regras estabelecidas para o formato dos trabalhos finais (dissertação de mestrado e tese de doutorado)?

Resposta: Sim, o PPGRI estabeleceu normas específicas que regem a elaboração da dissertação de mestrado e da tese de doutorado, nos seus requisitos de extensão e apresentação. Ademais, é obrigatória a elaboração de artigo de síntese do trabalho de conclusão, que será objeto de exame por parte da banca examinadora. Essas normas podem ser acessadas aqui.

Qual o regime ao qual me submeterei se eu for aceito como estudante dos cursos de Mestrado ou de Doutorado?

Resposta: Os estudantes do Mestrado ou do Doutorado em Relações Internacionais são estudantes da Universidade de Brasília. Portanto, os nossos estudantes devem se sujeitar ao mesmo regime disciplinar e acadêmico, sendo avaliados pelos mesmos critérios utilizados em todos os programas da Universidade (entre os quais o mais importante é o da excelência acadêmica), sendo passíveis de reprovação e desligamento. O sistema de notas (menções) é o mesmo dos demais cursos, como também é idêntico o limite de faltas admitidas em cada disciplina (no máximo 25% das aulas ministradas).

As questões disciplinares estão previstas em regulamento específico da Universidade de Brasília.

Há outras regimes que regulam dimensões específicas da vida do Programa, aos quais todos os alunos estão submetidos, sem exceções. Esses regimes podem ser acessados aqui.

Eu posso escolher o meu orientador livremente?

Resposta: Sim, a escolha do orientador é uma prerrogativa do(a) aluno(a).

Atuam como orientadores dos(as) alunos(as) do PPGRI apenas os docentes credenciados para tal. A lista de professores credenciados pode ser vista aqui.

Os estudantes de mestrado devem escolher os seus orientadores até o final do primeiro semestre letivo. Os estudantes de doutorado devem fazê-lo até o final do segundo semestre letivo.

Enquanto os estudantes não definirem os seus orientadores, o Coordenador de Pós-Graduação é responsável pela sua orientação, e instruirá adequadamente o processo de escolha dos orientadores.

Eu posso escolher um co-orientador?

Resposta: Os pedidos de co-orientação são examinados pela Comissão de Pós-Graduação e pelo Colegiado do PPGRI, e se justificam apenas em casos excepcionais. A regra geral é que a definição de um co-orientador deve atender às necessidades da estratégia de investigação que o(a) aluno(a) pretende desenvolver, na medida em que o recurso às habilidades e ao conhecimento técnico e científico de um outro docente pode complementar a orientação que é provida pelo orientador principal.

É fundamental que o orientador principal esteja de acordo com a definição de um co-orientador e também que a estratégia de desenvolvimento da pesquisa do(a) aluno(a) justifique a definição de um co-orientador.

Eu posso realizar um estágio de doutorado sanduíche no exterior?

Resposta: Sim. O PPGRI estimula fortemente os(as) alunos(as) de doutorado a realizarem os seus estágios de doutorado sanduíche no exterior. Esses estágios são definidos em conjunto com o orientador, que auxiliará o(a) aluno(a) na escolha da instituição no exterior e na identificação de um professor estrangeiro que possa atuar como seu co-orientador enquanto durar o estágio.

O estágio de doutorado sanduíche pode ser realizado a partir do quarto semestre do curso, necessariamente após a defesa do exame de qualificação.  Há fartura de bolsas para a realização de estágios de doutorado sanduíche e o processo de implementação é relativamente simples.

Eu posso realizar um estágio de mestrado sanduíche no exterior?

Não há, para a grande área de humanidades, a possibilidade de realização de estágios de mestrado sanduíche.

Os Cursos de Mestrado e de Doutorado exigem dedicação exclusiva?

Resposta: Não. Os cursos de Mestrado e de Doutorado em Relações Internacionais não exigem dedicação exclusiva, ainda que ela seja extremamente valorizada. Isso posto, é importante ressaltar que ambos os cursos são extremamente absorventes e que o fato de o(a) aluno(a) não estar em regime de dedicação exclusiva não lhe criará nenhum tipo de facilidade, inclusive no que diz respeito aos prazos máximos para a conclusão dos cursos. Ademais, a maior parte das disciplinas tanto do Mestrado quanto do Doutorado são oferecidas pelas manhãs ou pelas tardes.

O PPGRI estimula a publicação de artigos científicos de seus alunos?

Resposta: Sim. A publicação de artigos por alunos do Mestrado e do Doutorado em revistas científicas classificadas como A1, A2 e B1 na escala Qualis de Ciência Política e Relações Internacionais da CAPES são particularmente valorizadas pelo PPGRI. Acreditamos que essa dimensão faz parte do treinamento para a pesquisa e a docência, que é obrigação do PPGRI.

O exame de qualificação do Doutorado já estipula como um dos requisitos para a habilitação justamente a publicação prévia de artigos em periódicos bem classificados (no mínimo, como B2 na escla Qualis da área de Ciência Política e Relações Internacionais). Ademais, terão prioridade na concessão de auxílios para a participação em eventos científicos os alunos com melhores índices de produtividade.

A participação em eventos científicos é apoiada pelo PPGRI?

Resposta: Sim. A participação em eventos científicos de alto nível, com apresentação de papers, são particularmente valorizadas e apoiadas e o PPGRI envida todos os esforços para auxiliar os seus estudantes bolsistas nessa participação.

Os eventos nacionais financiáveis (a depender das condições orçamentárias) são os Encontros Nacionais da Associação Brasileira de Relações Internacionais – ABRI e da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciências Sociais –  ANPOCS , exclusivamente. O Programa também poderá auxiliar na participação dos seus discentes que apresentarão trabalhos no Congresso Anual da International Studies Association – ISA.

Terão prioridade na concessão de auxílios para a participação em eventos científicos nacionais os(as) alunos(as) com alta performance escolar e excelentes índices de produtividade acadêmica (preferencialmente com artigos publicados).

A participação de alunos(as) do Doutorado em eventos internacionais de alto nível (ISA, LASA, IPSA, APSA, e outros) pode ser financiada por editais do Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação, Finatec ou FAP-DF.

O estágio de docência é uma atividade obrigatória?

Resposta: Sim. O estágio de docência é uma atividade obrigatória para todos os(as) alunos(as) bolsistas do PPGRI, e é um dever do PPGRI criar condições para o seu desenvolvimento efetivo e proveitoso.

Os alunos bolsistas de Mestrado devem realizar pelo menos um estágio de docência, auxiliando as atividades de um professor permanente do iREL. Os alunos bolsistas de doutorado devem realizar dois estágios de docência (ou seja, dois semestres letivos): no primeiro deles, sob a supervisão da Coordenação de Graduação do iREL, o aluno pode solicitar o vínculo de professor voluntário do Instituto de Relações Internacionais, e atuará em regência de classe, ministrando disciplinas de serviço; no segundo estágio, o aluno atuará com o seu orientador em atividades relacionadas com a disciplina que ele ministra na graduação.

Observe-se que o estágio de docência não contabiliza créditos em disciplinas.

Eu gostaria de realizar o meu pós-doutorado junto ao PPGRI. Como proceder?

Resposta: O PPGRI recebe com frequência pesquisadores brasileiros e estrangeiros que se vinculam à Universidade de Brasília para realizarem os seus estágios de pós-doutorado. Esses estágios são bastante valorizados pelo PPGRI, que procura criar facilidades para a instalação dos seus pesquisadores de pós-doutorado.

A solicitação e o desenvolvimento de estágios de pós-doutorado são regidos por normas específicas, que podem ser vistas aqui.

Onde eu posso verificar todas as regras gerais que regem o Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da Universidade de Brasília?

Resposta: As regras gerais que regem o PPGRI estão previstas no Regulamento do Programa, acessível aqui, além do Regimento Geral da Pós-Graduação da Universidade de Brasília. Ademais, existem regimes específicos, já citados nesta seção FAQ:

  • Resolução PPGRI/UnB nº 01/2012 – Explicita os requisitos para o cumprimento dos arts. 33 e 35 do Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais, regulamentando a concessão, o acompanhamento e a suspensão de bolsas de estudos.
  • Resolução PPGRI/UnB nº 02/2012 – Explicita os requisitos para o cumprimento dos artigos 33 e 35 do Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da Universidade de Brasília, regulamentando o formato e a extensão dos trabalhos de conclusão (dissertações de mestrado e teses de doutorado).
  • Resolução PPGRI/UnB nº 01/2015 – Explicita critérios e exigências para o cumprimento dos artigos 21 e 26 do Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da Universidade de Brasilia, regulamentando a realização do Exame de Qualificação do Curso de Doutorado do Programa.
  • Diretrizes Orientadoras para o Estágio Pós-Doutoral.

Perguntas Frequentes sobre o Processo de Seleção

Quando se realiza o processo seletivo para o Mestrado e o Doutorado?

Resposta: Em geral, o processo seletivo do PPGRI se realiza entre setembro e outubro. O Edital de Seleção é publicado, em geral, ao longo do mês de maio.

Devo realizar um exame prévio de língua inglesa para me candidatar no processo seletivo do Mestrado e do Doutorado?

Resposta: Sim. O PPGRI excluiu a realização local de provas de idiomas. Desse modo, todos os candidatos tanto para o Mestrado quanto para o Doutorado devem se submeter a um dos exames estipulados no Edital de Seleção antes de se inscreverem. O dossiê de candidatura para os dois cursos exige, portanto, a apresentação de cópias desses exames.

Tendo em conta que as empresas certificadoras de alguns desses exames exigem prazos longos para o envio do certificado final, é fortemente recomendável que o candidato procure obter o certificado com bastante antecedência.

As exceções a essa regra são estipuladas no Edital de Seleção.

Do que consiste o processo de seleção para o Mestrado e o Doutorado?

Resposta: O processo de seleção para o Mestrado consiste de prova escrita de conhecimentos de Relações Internacionais e de prova oral. O PPGRI não publica literatura indicada para a preparação para essas provas.

O processo de seleção para o Doutorado consiste  de prova de Avaliação de Curriculum Vitae, dos Trabalhos Publicados, Dissertação de Mestrado e Projeto de Tese, seguido de uma prova oral.

O estágio de Doutorado Sanduíche deve ser previsto no projeto de pesquisa submetido ao processo de seleção?

Resposta: É fortemente recomendado ao candidato ao Doutorado que preveja, em seu projeto de pesquisa, estágio avançado no exterior, em centro de excelência na área, por um período de seis meses a um ano. Essa previsão, em seus detalhes, é levada em conta na avaliação da candidatura ao processo de seleção.

Devo realizar uma prova de um segundo idioma para me candidatar ao Doutorado?

Resposta: Não. O PPGRI pôs fim à verificação de proeficiência em um segundo idioma para o Doutorado. Entretanto,  o domínio de um segundo idioma estrangeiro é um aspecto bastante valorizado na análise dos curricula vitae dos candidatos, uma vez que amplia as possibilidades de conexão e de circulação internacionais (a exemplo dos estágios de doutorado sanduíche no exterior).

Eu sou estrangeiro e não tenho domicílio no Brasil. Como posso participar do processo seletivo do Mestrado e do Doutorado?

Resposta: A partir de 2016 o PPGRI lançará um edital específico para candidatos(as) não domiciliados no Brasil. A ideia fundamental é que  especialmente os candidatos(as) estrangeiros(as) possam se beneficiar previamente do edital de bolsas do Programa de Estudantes Convênio de Pós-Graduação – PEC-PG, da CAPES e do CNPq. Esse processo seletivo será oportunamente esclarecido em um edital específico.

Eu sou estrangeiro e tenho domicílio no Brasil. Como posso participar do processo seletivo do Mestrado e do Doutorado?

Resposta: Estrangeiros domiciliados no Brasil devem se submeter ao processo de seleção regular, presencial, como previsto no Edital de Seleção.

Eu sou brasileiro e não tenho domicílio no Brasil. Como posso participar do processo seletivo do Mestrado e do Doutorado?

Resposta: Brasileiros domiciliados no exterior podem se submeter ao processo de seleção para não-domiciliados, como previsto no Edital de Seleção. A partir de 2016, teremos um edital em separado para atender esses casos.

Eu sou estrangeiro não-domicilado e cogito me inscrever no processo seletivo do Mestrado ou do Doutorado. Posso ter uma bolsa do PPGRI ou algum outro tipo de facilidade para me instalar em Brasília?

Resposta: O PPGRI estimula fortemente a participação de candidatos estrangeiros. Aqueles que sejam naturais de um dos países cobertos pelo Programa PEC-PEG da CAPES e do CNPq teriam ainda a possibilidade de concorrerem à bolsa do PEC-PEG, depois de aceitos pelo PPGRI. O PPGRI instruirá adequadamente o Processo de Seleção para esses casos.

Os candidatos(as) que não possam se submeter ao PEC-PEG podem, se aprovados no processo de seleção específico para estrangeiros, se beneficiar de uma bolsa  de estudos regular do PPGRI, atendendo aos mesmos critérios de alocação observados para os alunos brasileiros. Observa-se que essas bolsas não cobrem despesas com seguro saúde e passagem aérea.

É importante observar também que o PPGRI não se responsabiliza pela instalação do(a) estudante estrangeiro em Brasília. Do mesmo modo, não se responsabiliza pela obtenção de vistos.